sábado, janeiro 17, 2009

Autoridades alertam para caos durante a posse de Obama

17 de Janeiro de 2009
Uma multidão sem precedentes estará em Washington nas históricas festas marcadas para a próxima terça-feira, 20, sob fortes medidas de segurança, para comemorar a posse de Barack Obama, símbolo de uma imensa esperança de mudança aos Estados Unidos, país que vive grave recessão econômica.

Cientes da capacidade do presidente eleito de reunir multidões, como aconteceu durante a campanha, as autoridades chegaram a contemplar a possibilidade de que entre 4 milhões e 5 milhões de pessoas iriam à capital, mas revisaram os dados e preveem participação de cerca de 2 milhões de pessoas. Tal número será de qualquer forma um recorde: a maior concentração popular da história de Washington foi em 1965, quando ocorreu a posse de Lyndon Johnson, que assumiu a chefia do país após o assassinato do presidente John F. Kennedy. À época, 1,2 milhão de pessoas foram à cerimônia.As celebrações vão durar quatro dias, a partir deste sábado, dia em que Obama chegará a Washington de trem, procedente da Filadélfia, como seu predecessor e herói Abraham Lincoln (1861-1865). As festas terminarão ao meio-dia de terça-feira, quando Obama fará juramento à Constituição sobre o mesmo exemplar da Bíblia utilizado por Lincoln em 1861. Falará ao pé do Capitólio, sede do Congresso americano, frente a seus admiradores reunidos na imensa esplanada de 3km de comprimento. Em seguida, participará de um desfile de 13 mil pessoas, composto por fanfarras e corpos militares, entre o Capitólio e a Casa Branca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário