terça-feira, março 31, 2009

Grã-Bretanha alerta para risco de ataque com armas químicas

O documento que traça a nova estratégia britânica de combate ao terrorismo, divulgado nesta terça-feira (24/03), diz que os avanços tecnológicos tornam mais realistas as perspectivas de ataques químicos e biológicos na ilha.

O documento revela ainda que o Reino Unido está se protegendo também contra ataques com bombas de fabricação caseira, muitas vezes importadas do Iraque e do Afeganistão, e confirma que o governo britânico pretende combater o pensamento radical por meio do programa Evitando o Extremismo Violento, orçado em £ 70 milhões (cerca de US$ 100 milhões) por ano.
O documento define os que rejeitam os "valores comuns" como aqueles que menosprezam as instituições e os valores da democracia parlamentar, desprezam o Estado de direito e promovem a intolerância e a discriminação com base na raça, credo, etnia, gênero ou sexualidade.
Guardian

2 comentários: