segunda-feira, março 30, 2009

Suicídios aumentam no Japão e preocupam governo

A “floresta dos suicidas” é o lugar mais popular para se matar no Japão (Foto: Governo de Yamanashi/Divulgação)
O aumento no número de suicídios no início deste ano com o agravamento da crise econômica está causando grande preocupação no Japão.
Em janeiro houve um aumento de 15% no número de casos em comparação com o mesmo mês no ano anterior.

Segundo fontes do governo, a preocupação neste ano é maior por causa da crise econômica que afetou seriamente o país no final de 2008.
Pessoas que perderam o emprego nos últimos meses do ano passado começam a passar por dificuldades agora, após o fim do seguro-desemprego.
O benefício é pago por no mínimo três meses a assalariados despedidos e pode ser recebido, dependendo da faixa etária e de outros fatores, por até um ano. Muitos dos que perderam o emprego em novembro de 2008, por exemplo, devem ter recebido a última parcela do seguro agora em março.

'Problema de março'
O final de março é considerado pelas autoridades e especialistas um período crítico.
Chamado na literatura psiquiátrica local de "problema de março", o pico no número de mortes coincide com os exames vestibulares e início da temporada de contratações. Muitos dos que ficam de fora do sistema, sem outras perspectivas, optam por acabar com a própria vida...
Na Integra: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2009/03/090324_suicidiosjapao.shtml
Ewerthon Tobace /De Tóquio para a BBC Brasil

Um comentário: