terça-feira, maio 11, 2010

Crianças-soldado, crianças-fome, crianças...


04/2010
Estranha época esta em que vivemos. O tempo que se vive, especialmente no ocidente, é o do hedonismo juvenil, do prazer de se ser jovem, se possível quase eternamente.

Mas como vivem os nossos jovens, muito especialmente os mais pequenotes? É aterrador verificar como foi possível chegarmos ao ponto de nos considerarmos homens e mulheres evoluídos, e encontrarmos hoje mesmo: crianças ...

abandonadas pelos pais porque não há dinheiro para as sustentar (a história da cada vez mais descarada má distribuição da riqueza). Encontrarmos crianças a fazer trabalho de gente grande; encontrarmos crianças-soldado que combatem as guerras dos cobardes de peito inchado; encontrarmos crianças de volumosas barrigas e de ossos esqueléticos; encontrarmos crianças pedintes pelas ruas…
Como é possível termos chegado a este estado civilizacional (?), depois da Revolução Francesa, depois das Declarações sobre os Direitos do Homem e da Criança?!!
Com tanta gente no mundo ocidental a endinheirar-se, sim, como diz Mia Couto, não ricos, antes endinheirados… E... E o número gigantesco de crianças que crescem sem os mais básicos direitos? Que crescem só conhecendo a fome, a violência, a sobrevivência? Que não têm pais, família, colo, casa, roupa, escola…
Será que no seu mundo tão sofrido poderíamos compará-las a adultos? Que território é o delas, porque infância como a teorizamos não é certamente! Se disséssemos que são “crianças adultas” (estranho conceito), só veríamos adultos muito infelizes, desesperados, vazios… Será que espelham esses adultos-adultos?

Estranha época esta em que vivemos...
Mais do que um paradoxo esta é a psicopatologia da sociedade contemporânea: nós adultos do mundo dito civilizado queremos ser jovens, mas cuidamos mal dos nossos jovens…
Nós povos do ocidente, ditos mais ricos ou endinheirados, como podemos continuar na nossa omnipotência, dando o peixe aos mais pobres, tendo os meios para os ensinar a pescar por eles próprios o seu próprio peixe?!
Salvemos as nossas crianças enquanto elas crescem, para que possam ter a liberdade e os meios para construir um mundo menos pesado…
www.didinho.org / Voz do Povo
 
Por Sandra Cardão
nasceu em Angola, é Licenciada em Psicologia Clínica, fez estágio na área da Psicogerontologia e tem trabalhado no âmbito escolar com crianças do Ensino Básico (integração de minorias, crianças carenciadas). Também é Facilitadora de Grupos de Jovens para a Promoção do Desenvolvimento Pessoal. É Autora e Formadora Certificada.

8 comentários:

  1. Triste realidade a das nossas crianças,serão o futuro desse mundo... então podemos imaginar qual será o futuro,se não fizermos nada agora para mudar isso,se nossos governantes não acordarem para o fato de que tanto dinheiro nas mãos de elitizados não servirá pra nada num futuro devastado pela humilhação,pelo desprezo e falta de amor,já temos visto o resultado todos os dias nos noticiários, a violência so cresce, e a infância... ah! essa se perdeu!

    ResponderExcluir
  2. Nunca na História da Humanidade as Crianças se tornaram objetos de manipulação , desejos morbidos , exploração , vitimas de de violencias ,drogas etc ... e um retrocesso moral , crianças sendo precocemente levadas a serem adultos ... crianças usadas de todas as formas , um desastre social e familiar ...de efeito dómino, geração ruim ... crianças ruins...adolecentes etc ...e a falta de temor a Deus e desrrespeito ao proximo.

    Grato por sua participação , abraço e paz.

    ResponderExcluir
  3. Caro blogueiro,


    A campanha de vacinação contra Influenza H1N1 foi prorrogada até 2 de junho. Gestantes, doentes crônicos, adultos de 20 a 39 anos e agora crianças de 6 meses a 5 anos devem se imunizar. A vacina contra o vírus que já matou mais de 2 mil brasileiros, está disponível nos postos de saúde pública de todo o Brasil. Ela foi testada, é segura e mais de 300 milhões de pessoas já foram imunizadas com esta vacina no Hemisfério Norte.

    Por isso, é muito importante contar com a sua colaboração! Você pode ajudar por meio de materiais que disponibilizamos especialmente para blogs.

    Para mais informações sobre como se tornar um parceiro, escreva para fernanda.scavacini@saude.gov.br

    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde

    ResponderExcluir
  4. Vera passei para conhecer seu blog ele é not°10, show, espetacular, muito maneiro com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho
    desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
    Um grande abraço e tudo de bom

    ResponderExcluir
  5. Oi, somos estudantes da FACHA. Nos ajude a divulgar nossa campanha de prevenção.

    Ajude a divulgar http://amasecuida.blogspot.com/

    Que tal ajudar? Faça uma boa ação e compartilhe entre seus amigos! =)

    ResponderExcluir
  6. A paz queridos, meu nome é Salviano Adão do blog; A única verdade em sua própria bíblia. O motivo do meu contato é porque gostaria de fazer uma parceria em nome de Jesus, já coloquei o banner de vocês no meu blog, passa la depois para dar uma conferida, e gostaria que vocês também colocasse o meu banner de vocês, mas só se quiser.
    Que Deus abençoe e aguardo o seu contato

    ResponderExcluir
  7. Visitei seu blog, e dou-lhe os parabéns. Gostava que fizesse parte dos meus amigos na Verdade Que Liberta, se seguir meu blog siga de forma a que eu possa seguir também o seu blog. Desejo para si e para seus familiares um Ano-Novo cheio de saúde e união na graça de Jesus. Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Ola

    Aceita troca de banner?
    Envie um email para mmoraeslira@hotmail.com

    ResponderExcluir